Buscar
  • Yuri Araujo

O tratamento faz a diferença

A Bíblia diz que só somos filhos de Deus, quando confiamos nossa vida a Jesus, ou seja, se cremos que Ele é filho de Deus e morreu na cruz para nos salvar. Mas devemos tratar os que não creem (ou parecem não crer) como irmãos, mesmo que ainda não sejam. Pois Deus nos trata como seremos um dia e não como somos agora, egoístas e pecadores.


Façamos o mesmo uns com os outros, como se já fossem perfeitos, sempre o outro (que não conhecemos por dentro). Saber-se pecador é autêntico, pois nos conhecemos bem. Mas desconfiar que o outro seja, é desamor. Duvidar da fé do outro é um absurdo. Devemos ter a todos em altíssima conta, já que é assim que Jesus nos tem, pois deu seu sangue por nós (todos). É assim que Ele já nos tinha, quando morreu na cruz por nós, que ainda não O amávamos.


O amor é fruto da atitude de ter o outro em alta conta. Tratar o outro como melhor do que talvez seja. Sempre elevando, sempre motivando, sempre estimulando para que seja salvo. Pois não é depreciando que mudamos alguém, mas ajudando, dando força e já o tratando como se fosse perfeito.


Temos a tendência a nos esforçarmos em melhorar, sempre que somos tratados como "melhor do que somos". Os pais que fazem isso repetem o que Deus faz conosco e obtêm dos filhos ótimos resultados. É assim que nos ajudamos mutuamente, amando sem reservas, sem desconfiança, sem dúvida se é ou não filho de Deus, sempre o tratando como sendo, seja quem for, colocando o outro para cima e jamais para baixo.


#ObrigadoSenhor #amor #amorpolitico



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo