Buscar
  • Yuri Araujo

Somos todos um

O pedido de Jesus ao Pai para que sejamos um é um problema para o nosso ego, que insiste em tentar nos convencer que somos individuais e luta para nos separar como pessoas distantes e não irmãos, como somos; separa-nos por religião, por ideais políticos, e, atualmente, até por opiniões sobre se a terra é redonda ou não. Essa luta humana vai de encontro com a obra de Jesus, que nos une em um só corpo, em que Ele é a cabeça. Aquele que O obedece e participa do Seu corpo já não trabalha para separar ninguém, porém, para unir em paciência, tolerância, partilha e concórdia.


Esse é o estado de fidelidade à essência, pois que nela somos a imagem e semelhança de Deus, que é um com o Filho Jesus e o Espírito Santo. Até encontrar Jesus, nós nos iludimos com as divisões próprias do ego e sua causa injusta. Na linguagem espiritual, o ego faz parte da carne, que disputa com o espírito, segundo a revelação de Deus no Evangelho (Gl 5:17). Se vivemos pelo Espírito, não estaremos debaixo da lei (Gl 5:18) porque o Espírito nos faz viver pela fé e, portanto, em amor. Ora, o amor é o cumprimento da lei, pois não pratica o mal contra o próximo (Rm 13:10).


O fruto do espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei (Gl 5:22,23). Então, se obedecemos a Palavra de Jesus e seguimos os conselhos do Espírito Santo não é mais necessário questionar se tal coisa é pecado ou não, pois só faremos o bem e semeamos a paz. Assim, contribuímos com a obra de Jesus, de promover a união de todos em plena harmonia. Trabalhar por esse ideal é a melhor coisa do mundo, pois semearemos (investimos) para o bem de todos e a colheita (o lucro desse investimento) é eterna. São tesouros que juntamos no céu, onde as traças e a ferrugem não corroem, e onde ladrões não escavam, nem roubam (Mt 6:20).


#fé #Deus #Jesus #evangelho #amor #amorpolitico




1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo